sexta-feira, fevereiro 13

Ex-Líbris da Família Claret Fleurieu

A família Claret Fleurieu De La Tourrette constitui um bom exemplo do amor pelos livros e do uso de marcas de posse - superlibris ou ex-líbris - por sucessivas gerações.
Eis alguns exemplos:
Superlibris
Jean Claret (1620-1704)
Nero de um mercador de agulhas estabelecido na cidade de Lyon, Jean Claret assentou as bases da ascenção social da família ao comprar a Jean Michon, outro burguês de Lyon, em 1681, a mansão fortificada de La Tourette e, ao tornar-se Échevin (magistrado municipal) de Lyon em 1689-90. Mais tarde obteria o ofício honroso de secretário do Rei, da Casa e Coroa de França e das suas Finanças na généralité de Lyon.
A aliança entre as duas abastadas famílias lionesas viria a consolidar-se pelo casamento de Bonne Michon com Jacques Claude Claret, filho de Jean Claret, en 1690.
O superlibris é tido como tendo sido usado nas capas das encadernações dos livros da sua biblioteca.
Jacques-Annibal Claret Fleurieu de La Tourrette (1692-1776), cavaleiro, barão d’Evreux, senhor de La Tourette e Fleurieu.
Alto Magistrado da cidade de Lyon – Prévot des marchands de Lyon (1740-45) e Président en la Cour des Monnaies. Neto do acima mencionado Jean Claret e filho de Jacques Claude Claret (1656-1741), Cavaleiro, senhor de la Tourette, Fleurieu, Saint-Pierre, Evreux, Bélair, etc. Président à la Cour des Monnaies e de sua mulher Bonne Michon, filha de Jean Michon, abastado burguês e mercador de Lyon que detinha o feudo de La Tourrette. Jean Calude foi um destacado patrono das Artes que deixou uma grande collecção de pintura, livros e numismática. Em 1716, Jacques-Annibal Claret Fleurieu foi admitido na «Academia de Lyon», tendo em 1736 sido eleito seu secretário vitalício. Tendo herdado de seu pai o gosto pelos livros, aumentou consideravelmente a Biblioteca que cehgou a ser reputada como uma das mais ricas bibliotecas privadas de Lyon, famosa pelas suas ricas encadernações e edições raras. Deixou trabalhos em prosa e em verso inéditos.
A Bibliothèque Municipale de Lyon possui livros em que o ex-líbris aparece datado de «1740».

Charles-Pierre Claret de Fleurieu (1738-1810), comte de Fleurieu

Famoso estadista e cientista Francês que se interessou pelo estudo da ciências náuticas. Filho mais novo de Jacques-Annibal Claret Fleurieu de La Tourrette, entrou para a Real Marinha Francesa tendos-se tornado um distinto Oficial. Em 1777, Fleurieu foi nomeado directeur des ports et arsenaux (inspector geral dos portos e arsenais navais) e de 1778 até 1783 elaborou todos os planos para a guerra naval contra a Inglaterra apoiando a luta pela Independência das colónias da América. En 1790, Luís XVI nomeou-o Ministro da Marinha e das Colónias mas, sob a pressão dos jacobinos na Assembleia, pediu a demissão do cargo. Como prova da sua estima, o rei Luís XVI nomeou então Fleurieu - gouverneur du Prince-Royal, o futuro Luís XVII. Durante o Terror, Fleurieu esteve preso até ao 9 Termidor tendo perdido toda a sua fortuna e propreidades. Sob o Directório foi nomeado para o Bureau des Longitudes e para o Institut e eleito membro do Conseil des Anciens, em 1797. O general Bonaparte, em 1800, chamou-o para o Conselho de Estado e nomeou-o Ministro Plenipotenciário para a assinatura do tratado de cedência da Luisiana aos Estados Unidos. Em 1804, tornou-se Intendant général de la maison de l'Empereur, governador das Tulherias e do Louvre e grande oficial da Legião de Honra. Dois anos volvidos foi feito conde do Império.

O Imperador honrou-o, ordenando a realização de funerais nacionais e que fosse sepultado no Panteão.

A sua Biblioteca e colecções geográficas foram vendidas em leilão em 1798 (cf., Catalogue des livres de la bibliothèque du C.***, dont la vente se fera en la maison d’agence et de commerce des citoyens Mauger, Amelot et Hubert, rue des Fossés-Montmartre, n° 4, le tridi 23 Prairial an VI et jours suivans, à cinq heures précises du soir., Paris, Hubert – Mauger, 1798)

Entre 1793-98 publicou numerosos trabalhos relativos às suas viagens, às ciências náuticas, às descoberts Francesas e sobre hidrografia, geografia, botânica e atlas.

_________ (Fontes: http://s.claretdefleurieu.free.fr/biographie%20charles%20pierre.htm & http://www.famousamericans.net/charlespierreclaretfleurieu/)

Bibliografia: Robert de Saint-Loup, Dictionnaire de La Noblesse Consulaire de Lyon, Versailles, Mémoires et Documents, 2004 Sylvain Claret de Fleurieu, Histoire de la Famille Fleurieu Pierre Forissier, Les Claret de Fleurieu, seigneurs de la Tourette – Une grande famille d’Evreux

Sem comentários: